Comportamento

Lari Cunegundes + A Fine Mess

Sempre pensei em ter uma marca, mas toda vez que reflito nessa possibilidade fico imaginando os perrengues que deve acontecer. Primeiro, você precisa ter um capital guardado ou ter um investidor – alguém que acredite no seu trabalho –, de forma que esse investimento dê retorno no futuro para todas as partes envolvidas.
Além disso, você precisa estar ciente de que gastará com: compras de tecidos, mão de obra de costureiras e outras pessoas que trabalham com pilotagem, entre outras necessidades de uma marca.
Esse meu sonho não acabou, mas, trabalhando com moda, tive outras oportunidades de colocar a minha criatividade em prática! Vocês conhecem a marca A Fine Mess? Se não conhece, precisam conhecer! É uma marca slow fashion que respeita e acredita no consumo sustentável. Fico muito feliz em ver que as pessoas estão mais conscientes na hora de realizar compras. Não vou ser hipócrita de dizer que não consumo o fast fashion, mas, hoje em dia, consumo bem menos. Sempre dou prioridade para marcas slow fashion e brechó. Amo e sou apaixonada por garimpos, mas isso é assunto para um outro post. Voltando ao foco dessa conversa, sempre gostei de moda e por esses motivos trabalho na área. Deixei de lado, temporariamente, esse lance de criar uma marca e fui trabalhar com marketing de moda!
E com essa oportunidade de trabalhar com marcas, recebi um convite da A Fine Mess para assinar uma coleção! Quando eu recebi esse convite, meus olhos brilharam! Eu ia poder criar uma coleção que tivesse a minha cara!! Demais, né?
Foi uma experiência inesquecível e muito trabalho, tá!?! Se vocês acham que vida de estilista é fácil, tirem isso da mente de vocês. Estudei e pesquisei muuitooo! E, claro, não fiz isso sozinha. Trabalhei do lado da estilista e da criadora da marca, que é a leonina mais incrível que já pude conhecer: a Ju Lika! Ju, muito obrigada pela oportunidade e que a nossa colab e parceria só cresça cada vez mais!

E é com muito orgulho que apresento agora para vocês a minha colab junto com A Fine Mess! Espero que gostem!

Fotos por: Pan Alves

FASHION FILM

ONDE ENCONTRAR?

Vocês podem encontrar as minhas peças na loja online e em São Paulo na Casa Jardim Secreto e na Endossa da Fradique Coutinho!

Loja online

http://www.afinemess.com.br

Casa Jardim Secreto

Rua Conselheiro Carrão, 374, bairro: Bixiga
Terça á domingo 10 às 18h

Endossa Fradique

Rua Fradique Coutinho, 139, bairro: Pinheiros
Segunda á Quarta das 11h ás 22h
Quinta à sábado das 11 ás 21h

 

 

0 comment

Oi, Sumida!

 
Foto por: Breno da Matta
Nada como repaginar um dos cantinhos que mais gosto (particularmente) de compartilhar com vocês: o blog!
Eu sei que demoro bastante para atualizar o blog,  mas pense comigo: não é nada fácil administrar TODAS as minhas redes sociais. É blog, canal, Instagram, página no Facebook, responder todos os emails! Ufa! Chega perdi o folêgo aqui!
Tenho um carinho muito grande por todas as minhas redes sociais, e trabalho com muita dedicação, amor e carinho em todas elas.  Amo compartilhar a minha vida profissional com vocês. Não sou muito de falar da minha vida pessoal, nem espere que eu fale sobre ela! hahaha Sou um ser humano igual a vocês, passo por vários perreguens e não deixo isso me derrubar. Quando acontece algo, eu ergo a cabeço e sigo mais forte do que eu estava.

NOVA ARTE

 

Estava um pouco enjoada da cara do meu blog, então fiquei pensando e, enfim,  criei coragem para  dar um upgrade aqui. Para isso, convidei uma amiga que eu tenho um carinho muito especial. A internet é muito top, me proporciona várias coisas incríveis e uma delas foi conhecer a Gabi @mariagabriela_a.
Foi aquela amizade que deu match logo de cara, sabe? Aquela mina sangue bom, alto astral, simpática, energia boa!
E Gabi, além de maravilhosa, é designer e ilustradora! Com isso, conversei com ela e perguntei se ela animava de entrar nessa comigo. Ela topou!

CONHEÇA O TRABALHO DA GABI

A Gabi é formada em Design e trabalhou por bastante tempo no estilo da @viamia
Sim, ela trabalhava em uma das minhas lojas de sapatinhos e bolsas preferida!
Além de todo esse talento  para criar sapatos e bolsas, a linda, não satisfeita, arrasa muito nas ilustrações.

Agora, um bate um papo com ela sobre as ilustrações e a vida profissional. Chega mais para conferir:

Pergunta: Gabi, você sempre  gostou de desenhar? Como foi escolher design para a sua vida profissional?
 
GABI: Sempre gostei, desde criança tive muito interesse pelos lápis, tintas e trabalhos que envolvessem criação. Não foi muito difícil, acho que sempre soube que minha profissão seria voltada pra essa área, escolhi estudar design de moda e acredito ter sido uma decisão muito feliz! Nos primeiros anos, trabalhei como estilista e hoje sou ilustradora e designer de estampas. Nos dois ambientes, ter feito moda foi fundamental.
– Pergunta: Você trabalhou bastante tempo  criando sapatos, né? Conta pra gente como era a sua rotina.
Sim! Foram quase 6 anos trabalhando na Via Mia. Entrei na marca como estagiária e aos poucos fui crescendo e aprendendo MUITO.
Trabalhar com sapato é mágico, o processo é muito especial e sem dúvida sempre será uma paixão. O dia a dia como estilista não envolve muita criação, você precisa negociar produtos, acompanhar entrega do que desenvolveu, controle de qualidade e de cor dos materiais, etc. O mais bacana são as viagens para as fábricas, onde a gente consegue acompanhar de pertinho toda a produção do que criamos, além de estar  em contato com uma infinidade de materiais que permitem que a gente pire na criação. ♥️
– Pergunta: Você teve alguma dificuldade para entrar no mercado de trabalho? Qual conselho você dá para quem quer ser designer de sapatos?
GABI: Não tive dificuldades. Iniciei meu estágio ainda na faculdade, pouco tempo depois fui efetivada e por lá fiquei muitos anos.
Acredito que a grande dica pra quem quer trabalhar com moda, seja com sapato ou vestuário, é buscar uma oportunidade cedo, ainda estudando. O mercado de moda é bem restrito, principalmente no Rio! E se você não conseguir entrar numa marca, faça projetos independentes, crie um portfólio bacana. O importante é ter material!
 
– Pergunta: O que  mais te inspira na hora de produzir uma ilustraçao?
GABI: Acho que a natureza é um grande tema pra mim. Passeio muito por flores, folhagens, até chegar em peixes, algas.. as cores e formas são infinitas, acho que a inspiração no mar e nas flores nunca vai acabar 🙂

0 comment

ADEUS 2017

 

Estamos na última segunda do ano! Como esse ano voou. O que vocês acharam do ano de 2017? Pra mim, foi um ano de bastante aprendizagem. Conheci várias pessoas muito fodas que eu quero levar pra minha vida.  E me afastei de vários EXUS também! Tive momentos de alegria, tristeza e desespero. Mas a vida é assim, né? Tem que ter um drama (minha lua é câncer) e uns probleminhas, senão a gente não evolui espiritualmente.

Eu sou um pouco supersticiosa e nunca gostei de ano ímpar, mas, claro, que já tem suas exceções: 2007 e 2015 foram anos bem bacanas.

O QUE TEVE EM 2007?

Foi o último ano da zoeira, porque depois veio 2008 e a vida começou a ficar mais séria. Você começa a ter outras preocupações, como decidir qual faculdade você precisar escolher (nesse sentido, eu não tive muita dúvida). Mas a vida de adulta já começa aparecer, né?

O QUE TEVE EM 2015?

O que dizer de 2015? Foi o meu primeiro ano de formada. Estava agoniada sem saber o que fazer! Na realidade, eu sabia o que eu tinha que fazer. E o sentimento de MUDANÇA começou a bater na minha janela, falando: “Larissa, está na hora de você voar e descobrir como é a vida adulta”!

Dito e feito! Em abril de 2016, após meu aniversário, eu estava desembarcando na cidade de São Paulo. No começo, tive medo de que NADA desse certo! Morria de medo dos moradores de ruas, andava que nem uma louca pela cidade. Mentira, eu nem andava pelas ruas, minha vida era pegar Uber! Foi o ano que mais deixei o Uber rico! Foi um ano fácil, levei ele como se fosse uma onda. Deu tudo certo!

 

ERA DO APOCALIPSE 2017

Primeiro semestre de 2017 foi bacana, foi gostoso, foi massa! Muitos jobs incríveis! Gente, trabalhei com o Gominho! Melhor pessoa, total good vibes, pra ele não tem tempo ruim!  E olha que nesse dia eu estava morrendo de cólica, quase morrendo, sabe? Mas aguentei firme, obviamente!

No segundo semestre, o mundo invertido começa aparecer! Ohh God, como vida de adulta é difícil! Foram vários meses reclamando, reclamando, reclamando. Coisas boas apareciam, mas nada me animava! O mundo invertido deu uma pausa durante 2 meses. Ufa!

Conheci Fortaleza,  que cidade linda! E o mais mara disso tudo é que foi com uma das marcas que mais amo e admiro: a Melissa. Foi uma trip fui bacana! Conheci pessoas muito fodas, como a Manuella Vasconcellos vulgo (@nutagws) e também conheci pessoalmente a Vanessa Guerra (já éramos cyberamigas)! Ahhh, 2017 foi um ano legal, mas pode ir embora, tá?!

Conheci a Nay, uma pessoa amiga, parceira e  maravilhosa!! Você foi muito importante amiga <3

 

CANAL NO  YOUTUBE!

 

Genteeee, já ia esquecer que 2017 foi o ano em que comecei meu canal! Como é difícil falar de frente para uma câmera ! Fazer poses e carão é comigo, mas falar eu travo! Com a prática, eu vou melhorando e preparando muita coisa nova para o ano que vem!

 

Então, vem com tudo 2018, porque eu quero te amar mutcho! Obrigada, todos os meus mozys que me seguem nas redes sociais sem vocês eu não sou nada! <3

 

0 comment

Você precisa conhecer: 4 jornalista de moda para amar e seguir

 

Não sei se vocês sabem, mas eu sou formada em jornalismo #acreditem. No entanto, excerço a profissão voltando os olhos mais para o  marketing/branding. Na minha época de faculdade, eu não tinha  pessoas para me inspirar. (Óbvio que tinha pessoas, mas, digo, pessoas #reais, gente como a gente, sabe?)

E, graças à internet, eu conheci muita gente foda, inteligente, que ama moda, e que tem uma opinião diferente e parecida comigo. Às vezes, é difícil você se identificar com textos de moda ou assuntos relacionados. Na maioria das vezes, o texto é bastante raso e clichê. E essas pessoas que vou compartilhar com vocês, para mim, fazem a diferença na moda e no jornalismo. Aqui você não vai encontrar nenhum nome “famoso”: o que essas pessoas escrevem vai bem mais além disso. Ou seja, se você espera encontrar texto clichê dessas pessoas, você está no lugar errado! Assim, tenho o prazer de dizer que conheço a maioria delas e também quero que vocês conheçam! Vamos lá!

 

Luiza Brasil: O que dizer da @mequetrefismo? Uma mulher negra, de opinião forte e que é sempre maravilhoso conversar e compartilhar conhecimento com essa DEUSA. Se quiser saber o que é movimento tombamento ou ficar por dentro do que é empoderamento, pergunte à Luiza Brasil, ela tem a resposta mais sucinta! Além disso, a diva  já trabalhou em lugares incríveis e, atualmente, ela APENAS trabalha com a DIVA MASTER DA MODA BRASILEIRA, Costanza Pascolato, aceite sociedady! Ahh, e uma coisa muito importante, ela é minha amiga! #chorem

Nathalia Levy: A Nat (@nathalialevy) é a pessoa que converso de moda à astrologia #juro. Falar de signo é com a gente mesmo!! A Nat trabalha na redação da @ellebrasil e é uma pessoa maravilhosa. Além de escrever super bem, ela sempre tem ideias incríveis. Falando em ideias geniais,  a Nat tem projeto incrível com as pessoas mais incríveis desse world que são: @julia.anadam e o @pedrojcamargo, que se chama “Live From The Bubble”. O projeto pode ser explicado como “conversas loucas que começam do nada e que costumam viajar para lugares inesperados.‘’ Ficou curiosa para ler esses textos? Então se inscreve na newsletter dessa squad, que garanto que vocês não vão se arrepender!

Vivian Whiteman: Para começo de conversa, que nome chic da p****!! Ainda não conheço essa rainha, mas quero muito te conhecer, viu, Vivi (@vivianwhiteman). Fica aí o convite! Já li vários textos dessa diva e o que eu tenho a dizer? É que quando eu leio os seus textos, chega  eu fico arrepiada. Parece que ela lê a minha mente, sabe?! Sabe aquela sensação que parece que foi você que escreveu o texto? Pois é, eu sinto isso quando leio algo dela! Por favor, você aí que está afim de conhecer uma jornalista das modas: é obrigatório ler os textos dessa mulher! Dica dada! E leiam esse texto aqui que ela falou da minha musa RiRI: LEIAM AQUI

Cristina Naumovs: Conheci a @crisnaumovs  faz pouco tempo e já admiro demais! Primeiramente, ela é diretora de criação da Cosmopolitan do Brasil #chorem. A palavra PADRÃO não está no dicionário dela! Uma mulher autêntica e cheia de atitude! Vale muito a pena conhecer o trabalho dela e a pessoa que ela é #admiromuito! Leiam a Cosmo!

 

Gostaram dessas musas? Deixem o seu comentário aqui!

 

 

 

 

0 comment

Projetos que inspiram: Blume

 

Quando admiramos um trabalho precisamos compartilhar e esse vai ser o primeiro post de muitos. Hoje, vou apresentar para vocês o novo projeto da Eliza Guerra.  Conheci a Eliza pelo Instagram (#novidade), como a maioria das minhas amizades mais recentes.

A Eliza é formada em publicidade e sempre buscou algo a mais na publicidade, algo que inspirasse outras pessoas. As fotos dela são tão inspiradoras que a @adorofarm sempre dá #repost e foi assim que eu descobri a Eliza. Então, dei um #follow nessa linda e me apaixonei pelo trabalho dela. Além do projeto com a @blublume, ela também tem um estúdio babadeiro chamado @estudiobingo, e sou louca para conhecer esse espaço!

Alôoo, BH, manda jobs para eu conhecer essa cidade linda, que já construí grandes amizades por aí!Na Blume, a Eliza não está sozinha. Ela conta uma minas muito maravilhosas e #grlpwr, como  a @maria_candida (inclusive, já falei dessa musa por aqui) e da @marieldodd (que morro de rir dos stories dela hahaha). Por favor, sigam todas! Há alguns meses, a Eliza veio pra cá e eu tive a honra de participar do projeto da @blublume. Para vocês entenderem melhor o projeto, entrevistei as meninas para contar um pouco sobre esse ele.

 

Vamos lá conferir a entrevista?

 

 

1) De onde surgiu a ideia do Blume?

Sempre tive uma conexão forte com as flores por ter morado na roça por anos da minha vida. Quando me mudei para a cidade, encontrei a paixão pela fotografia e, com ela, a vontade de me conectar com a saudade da infância. Era um momento de criação e aprendizado fazer as fotos do meu Instagram bem floridas. Quando dei por mim, já estava com um projeto super especial em mãos, unindo esforços de duas amigas talentosas (a Mariel e a Maria) que, de cara, já se apaixonaram pela vontade de unir flores e mulheres às nossas vontades de criar algo criativo e autoral.

 

2) O que significam as flores para a Blume?

As flores são como uma extensão das mulheres que fotografamos, uma representação da personalidade e da beleza de cada uma. Os editoriais têm força e ao mesmo tempo leveza, pois são fotos de mulheres inspiradoras com personalidades únicas.

3) A Blume reflete no estilo de vocês três? Fale mais de vocês três, o que cada uma faz.

A Blume é uma mistura do que nos toca. Trabalhamos muito juntas e compartilhamos vontades de fotos mirabolantes e de capacitar um trabalho mais autoral, sem medo do que possa parecer. Cada uma tem sua ousadia, seu olhar e sua hora de dar “a luz”, e, apesar de cada uma ter um papel diferente no projeto, a gente vive trocando os postos. Eu – fotografa, produtora, “tudo é possível”, escaladora dos lugares mais impossíveis de se alcançar para ter o melhor clique; a Maria Cândida – produtora, stylist, manja das belezas e looks mais inusitados, direto e reto vem guiar a máquina pra um ponto fora do óbvio; a Mariel – produtora, caçadora das novas estéticas, rainha do photoshop, vive suando a camisa para encontrar frases inspiradoras para as fotos e tem “um palpite a qualquer hora” para todas as partes do processo.

4) A Blume é um projeto recente e percebi que cada modelo que vocês convidam tem uma personalidade diferente. O que vocês buscam na hora de retratar para a Blume?

Até hoje não sabemos o processo real, se começamos pela flor, pela mulher ou pela estética/cenário. O mais legal é o ciclo criativo que temos com o projeto. A mulher que inspira a flor que inspira o cenário que inspira a flor, que inspira mulher… e por aí vamos. Até hoje tivemos a sorte de encontrar as conexões mais certas de mulheres e ‘universos blume’, o que nos inspirara a brotar as ideias mais diversas. Cada novo editorial, uma nova atmosfera.

5) Qual flor tem mais a cara da Lari?

Acho que o próprio ensaio já condena: a Lari tem cara de um arranjo, de diversidade e beleza! A gente curte o estilo do cabelo (que é surpreendente), o jeito que ela se veste com cores, ao mesmo tempo que tem flores delicadas tem o lado das flores fortes…Impossível escolher só uma 🙂

 

Para  ver mais fotos do projeto acesse o instagram da BLUME. É cada ensaio que você fica de boca aberta!

 

 

1 Comment

Negra alisada sim, não sou menos negra por isso!

Foto por Blume

As pessoas sempre me veem falando muito sobre moda e beleza. Quando o assunto é “assumir seus cabelos naturais”, poucas pessoas sabem a minha opinião. Gosto bastante de escutar e observar o que todos falam sejam brancos ou negros: só fico observando.

E quando perguntam: “Lari, por que até hoje você não assumiu os seus cachos?”, olho para a pessoa com aquele olhar de Nazaré. E respondo: “Porque precisaria ter cachos para me afirmar negra?”

CLARCK BOOM!

Estamos em 2017 e, até hoje, eu e várias meninas negras alisadas escutamos isso. E eu me pergunto: até quando? Vamos lá sociedade, vamos falar sobre isso quantas vezes for necessário. Eu não vim para esse mundo para agradar ninguém!

Você, amiga cacheada que quer fazer todas as suas seguidoras seguirem os seus passo-a-passos de como cuidar de um cabelo cacheado: menos! Façam as leitoras que te amam, em primeiro lugar, se amarem do jeito que elas querem, seja cacheada ou não.  Se amem!

Eu amo as pessoas do jeito que elas são. Sejam cacheadas, carecas, trançadas ou lace. Todas precisam gostar de si mesmas do jeito que elas querem e desejam!

Muitas meninas me falam que têm medo de alisar o cabelo, porque as outras negras não vão aceitar elas desse jeito. Fico triste quando leio mensagens assim. Fico revoltada!

Não somos menos negras por isso. Vamos respeitar a vontade das nossas amigas alisadas, juntas somos mais fortes. Lembram?

Vejo várias campanhas e marcas incentivando os cachos e os cabelos naturais. Isso é muito bacana, porque por muito tempo o “natural” era visto como o indesejável. Mas cadê as marcas que incentivam as negras alisadas também? Cachos não devem ser regra para as meninas negras!

Nunca vi nenhuma marca com esse cuidado com as alisadas. E, se tiver alguma, me chamem para ser embaixadora!

Vou reforçar novamente, sou negra sim e faço tratamento químico sim e me amo muito, me acho linda e maravilhosa com os meus cabelos alisados. Você aí que ama a Rihanna como eu, lembra que ela já teve vários tipos de hair e uma das opções que ela sempre usou foi qual?

 

Não gostou? Aceita que doí menos.

 

1 Comment

II vídeo: youtube

 

A era digital, dominou nosso cotidiano.  Há um tempo atrás, nossa forma de comunicação era por telefone, cartas ou encontrar os amigos por caso. Hoje, apenas com um simples click, conseguimos conversar com os nossos amigos. Tentando fugir um pouco do digital, o meu segundo vídeo no canal, fala sobre câmeras analógicas.

 

Eu não sou  profissional nesse rolê, longe disso, mas adoro me aventurar  no role de fotografia analógica. Tirar um rolo de filme; encaixar a abinha de um filme de 35mm em uma bobina, tentando não expor muito o filme á luz , não tem preço que pague esse ritual.

É muito “fácil” tirar uma foto na câm digital, ver o que não ficou bom e refazer a foto. Na analógica o rolê é outro. Esperar as 36 poses do filme acabar para você ver o resultado.

 

Já dei spoiler demais por aqui, agora corre e vai para o meu canal !

0 comment

10 perfis no Instagram de brasileiras que são pura inspiração

 

Eu sou a stalker de achar instas que são pura inspiração. E, claro, que não iria de deixar de compartilhar com vocês. Então, separei 10 perfis no Instagram que visito todo santo dia! Vamos lá:

1)Tereza Mc Courtney

Quando entrei no Instagram da Tereza, sabia que ia me inspirar. Os desenhos e a forma como ela conduz suas pinturas são muitos delicados. E isso me atraiu bastante.

2) Mahadia

A Mahadia comentou em uma foto minha e como eu sou curiosa fui olhar o feed dessa linda. E me apaixonei por suas fotos contrastadas e coloridas.  Essa deusa é africana, mas está passando uma temporada aqui no Brasil. Já vamos ser amigas?

3) Anne Barreto

 

Com a Anne foi amor à primeira vista. A gente se amou logo de cara e começamos a nos seguir. Anne é modelo, youtuber, dona de sorriso total good vibes e o estilo dela eu nem preciso dizer, né? Queria dar um rolê do closet dela e garimpar várias peças.

4) Maria Candida

 

Quer seguir alguém das modas e que manja dos parangolé tudy? Segue esssa maravi-musa. A Marie é a stylist que você respeita. Quando ela posta uma foto, eu já sei que vai chover unicórnios de inspiração.

5) Monique Morais

Nós nos conhecemos no projeto da @anacapri ano passado. E parecia que conhecia a Moniquis há muito tempo. Deu onda entre a gente! Hahahaha. Ela tem uma marca incrível chamada @calistoree, com várias roupichas baphôs e acessórios lindos! Seguem lá e comprem tudo por favor!

6) Ludmila Lucena

Conheci o feed da Lud faz umas semana e de cara já amei. É aquele feed que você para e disse: “nossa, queria essas fotos pra mim!”

7) Lara Dias

Quem me acompanha no insta viu que eu e a @laradias nos conhecemos pessoalmente. Adoro conhecer minhas cybermigas pessoalmente!!  A Lara é jornalista, aquarelista e fotógrafa. E agora viramos uma dupla sertaneja Lara&Lari. Vocês vão ouvir falar muito da gente. (risos)

Como muitas pessoas andam dizendo por aí, nós somos irmãs de mães diferentes! A Lara é muito talentosa e cada foto que ela posta é um suspiro de alegria.

8) Jessica Mello

A Jess também é uma das minhas cybermigas, e tive a oportunidade de conhecer ela pessoalmente também. Foi rapidinho, mas já adorei.  Gosto bastante das composições que ela faz com as peças. E o modo como ela mistura as cores!  Ela é uma Pantone da vida real!

9) Maýra Motta

 

A May parece uma rainha. Não só parece, ela é uma rainha! A voz dessa mulher é  maravilhosa a forma como ela canta, e como ela conduz a música e divino. Ela me faz lembrar a atriz Harlle Berry.

 

10) Yasmin Costa Gomes

E para fechar essa lista de musas, apresento a vocês a Yah. Ela parece uma índia! Me apaixonei pelo cabelo dela e todas as suas fotos! Vamos ser amigas também, cara!!

Existem muitas meninas inspiradoras nesse Instagram, que não conhecemos ainda. E vou sempre mostrar essas divas para vocês.

Beajos

 

0 comment

O que toca no meu spotify

Para mim, a semana só começa depois de ouvir uma música. Para vocês é assim também?  Todas vezes que faço stories com música, vocês ficam loucos para saber o que estou ouvindo. Então resolvi compartilhar com vocês as minhas playlists do Spotify.

Como já disse em um post anterior, eu sou movida a música, só consigo me concentrar quando eu dou play no Spotify ou no Youtube.  Sou a louca do indie e rock, mas amo MPB, bossa nova, hip hop, pop e claro que não poderia faltar aquele funkzinho de leve. Vocês vão encontrar isso na minha playlist.

Moment’s

Essa playlist é aquela que escuto todo os dias e quando chega no final eu dou o play de novo. Estou sempre acrescentando músicas novas que curto.

 Nostalgic

Não preciso explicar muito, né? O nome já responde: são músicas para mim que são atemporais, é tipo roupa. Eu sempre vou amar escutar, a qualquer hora do dia.

Yeah Up

Aqui é onde fica meus mozões do hip hop/rap. Aqui você encontra Drake, Kendrick Lamar, Roy Blair e outros. Vem escutar para descobrir outra galerinha.

 Lacração

Esse é um álbum de aquecimento da balada. Ele tá um pouco desatualizado, não estou muito na vibe festa. Mas se é pra tombar, tombei, né?!?

 Vibes Brasileiras

Aqui é bem Brasil. Tem uma mistura que orna pra mim, você encontra de Los Hermanos a Elza Soares, Novos Baianos, Mahmundi e muita música gostosa de se ouvir.

 

Dominggoss

É isso, mozis. Estou sempre atualizando as playlists e acabei de criar uma nova, que já tem 10 músicas.  O nome é Dominggoss, tem aquela vibe bem Zzzzz, nada para fazer. Hahaha

 

Me seguem lá, adoro compartilhar o meu dia a dia com vocês!

Link spotify: Larissa Cunegundes

1 Comment

Abril: Melhor mês

Abril sempre é um mês muito importante pra mim. Claro, né, amores: é o mês do meu aniversário. [risos]

Mentira, gente, não é só por isso! Dia 3 abril completou um ano que estou morando em São Paulo. E como passou rápido! Fiz tanta coisa durante esse período, realizei alguns sonhos, conheci pessoas incríveis, fiz amizades que vou levar pra vida toda. Passei alguns perrengues de vida adulta. Muitas vezes pensei em até desistir, mas não sou uma pessoa que desiste fácil das coisas. Precisei cair algumas vezes, mas levantei com muito mais garra e força.

Nada na vida vem fácil. É preciso trabalhar bastante para conseguirmos conquistar o que queremos. Vamo que vamo, porque a vida não para. E vem muita coisa boa por aí.

Uma delas vocês já sabem, foi o meu canal no youtube. Vou contar para vocês, não é nada fácil falar nas frentes das câmeras. [risos] Sim, eu tenho vergonha. Me dou super bem com fotos – faço caras e bocas. Agora me pede pra falar pra câmera, apenas demoro mil anos para conseguir. Mas não ficou tão ruim esse primeiro vídeo, né? O que acharam? Foram várias tentativas, e graças a God consegui! Vai ter muito conteúdo legal de verdade. Nada sobre vídeos de “recebidos”, e sim um canal que você vai poder contar com conteúdo relevante sobre: moda, beleza, comportamento e outras coisinhas que ainda não posso revelar! Estou doida para contar t-u-d-o para vocês. Aproveitem, deem aquele like no vídeo e se inscrevam no meu canal. Essa semana tem vídeo novo!

 

E quero fazer um agradecimento especial para vocês seguidores e leitores. Sem vocês, eu não sou nada. Sempre quando eu recebo direct ou e-mails de vocês, faço questão de responder. Às vezes eu demoro um pouquinho para responder, mas por favor me perdoem, é a correria. É tanta mensagem linda, é tanto carinho que recebo, que quero retribuir de alguma forma com vocês. O que vocês querem? Me diga!!

Foto por: Soraia Correa 

Enfim é isso, Amo muito vocês, mozões <3

 

 

 

1 Comment